domingo, 28 de fevereiro de 2016

Those days.

As vezes não sei se sou eu que sonho de mais, ou se existem coisas que realmente não são tão possíveis assim. Me perco nas minhas torcidas, na minha determinação e em toda minha força de vontade. Cheguei até a me questionar se eu realmente tenho alguma força interna, ou se sou só um gravador que solta frases de um livro de auto ajuda que li no passado. 

Tem dias que parece que falta o ar mesmo. Parece que a linha de chegada ta sempre 10km da minha frente, só 10 km, mas que eu nunca vou terminar, talvez pelo fato de que eu não queira mesmo. Me confundo com as coisas que eu realmente quero, pensando que podem ser apenas coisas que eu quero querer, mas não que eu realmente as queira.

Quero mesmo é desistir! Esse é o meu pensamento em dias assim. Quero que tudo vá a merda de uma vez, nunca quis muito isso mesmo (ou quis?). Nesses dias, que é claro que eu lembro daquele tropeço feio. Lembro do meu primeiro término, do namorado bosta que eu fui com aquele cara nota 10. Lembro da minha demissão, de todas as broncas merecidas e de todas que mesmo merecendo, não levei.

Lembro dos pódios que eu nunca subi, das promessas que eu quebrei. Dos foras que eu levei, e de todas as vezes que eu tentei entrar naquela calça - que eu ficava lindo - mas que claramente não cabia. Lembro das minhas burradas,  que se duvidar lembro delas uma por uma. Lembro do trabalho que eu não fiz, da aula que eu não fui e da conta que eu não paguei.

Nesses dias o mundo já sabe dos fracassos, antes mesmo de eu acordar. Como se todos já tivessem votado em mim para o Mr. Loser do ano. É aquele soco no estomago que me deixar sem ar, que tira a minha força. Aquela escuridão em qual eu não consigo me achar e quem sabe por isso, me enxergar.
 


"Do you care enough to see? He's in pain and misery"

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. como se todos já tivessem votado em mim para o Mr. Loser do ano.

    ResponderExcluir
  3. Oopa! tudo joia...?! Rapaz, nestes dias, faz o seguinte... me liga/manda e-mail/algum sinal e a gente senta para conversar... tenho expertise em Mr Loser e olha que eu sou daqueles que quase nunca faz cagada, mas quando faz... é daquelas fenomenais!

    Mas falando sério, acho que todos nós temos esses momentos, eu costumo chamar de "choques de realidade" em que a gente acorda e parece que a vida se encarrega de esfregar a verdade "nua e crua" em nossa cara. Mas há duas coisas ai... a primeira delas é que geralmente somos muito duros conosco e a outra é que em algum momento, de alguma forma, precisamos, "pelos poderes a nós investidos", decidir colocar isso para trás e seguir em frente...

    O fracasso, a cagada (que fino eu) faz parte das nossas vidas, na verdade você pode ver cada um desses momentos como um marco importante e um momento de aprendizagem que vai te levar a um novo lugar... enfim, viajei né...

    Mas sério mesmo... me chama para a gente bater um papo!

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo de blogosfera F, muito bem escrito e pertinente seu texto! parabens! tem dias mesmo em que nos sentimos o tal do "cocô da mosca do cavalo do bandido do faroeste italiano". eu antigamente não me "permitia" fraquejar, desistir, sofrer... achava que fingindo ser o "super homem" eu seria o "super homem", mas depois percebi que enganava somente a mim mesmo! Acho que vc esta no caminho certo, reconhecendo e aprendendo com suas cagadas. E se precisar conversar conte com os amigos da blogosfera, como o latinha sugeriu acima! abraços!
    ei, escreva mais!

    ResponderExcluir