quinta-feira, 18 de junho de 2015

#1guy

Oye, faz tempo que não falo contigo. Mas que fique claro, que faz tempo que não falo contigo e não que não falo de ti. Falo de você quase todo dia, quem sabe não todos os dias, mas pensar eu penso diariamente, falar falar, quem sabe a cada dois dias. E hoje, a gente não se fala, segundo você por uma ‘escolha minha’ mas na verdade, hoje a gente não se fala, por uma escolha sua. Ou também, por não termos muito o que conversar, depois de tudo o que que se passou.

Tu, me ganhou no cariño. Com tua paciência, com a tua dedicação. Tu me ganhou nos mínimos detalhes. Foi com as surpresinhas em dias de estudo, foi com as jantas interculturais, com finais de semana trancados dentro do quarto, que tu me ganhou. Foi respeitando o meu tempo e o meu espaço. Aceitando as minhas burradas, passando por cima do teu orgulho.

Tu me conquistou com o teu sorrisinho e com esse teu jeitinho de menino (Aliás, você ainda é assim?). Me conquistou conquistando os meus amigos, da maneira mais querida possível. Foi pedindo aquela coca-zero, trazendo aqueles donnuts e escutando aquela música 999 vezes antes de reclamar, que tu me conquistou.

Indiferente se o cavalo tava na grama ou tomando suco de laranja, eu fui teu desde o nosso primeiro dia. Mesmo com aquelas mentirinhas, com todo aquele meu medo e egoísmo, era em ti que eu me esquentava enquanto os Andes nos gelavam. Foi mentindo pra gente, engolindo meu choro e tapando a tua boca que eu vi que não tinha mais o que fazer, foi fazendo aviãozinho que eu percebi que eu tava na tua.

E foi com o tempo, que o eu gosto muito, foi perdendo o sentido. Que os abrazos já não eram mais presentes, que todo o prazer virou obrigação. Foi quando o carinho virou cobrança, quando a saudade virou abuso, que a nossa trilha sonora acabou. Pero Tuti, every now and then, tu me manques fofinho. 


"I'm hoping with chance, you might take this dance.."

2 comentários:

  1. Um texto magnífico! :)

    ResponderExcluir
  2. Um texto realmente magnífico! :) Ou, no meu jargão mundialmente conhecido e imitado, SUPIMPA!!

    ResponderExcluir