domingo, 20 de janeiro de 2013

Aconteceu.



E é aquela velha e manjada história, que todo mundo já ouviu, porque aconteceu com um amigo de uma amigo, com o filho de um amigo dos seus pais, com um próprio amigo seu, ou até seu irmão. Todo mundo sabe, a falta de informação já não pode ser culpada por isso. Alias, eu acredito que o excesso de informação e o fácil acesso que temos a tudo nos dias de hoje, que é o culpado por isso.

Mesmo sabendo das consequências  a gente tem a curiosidade. E bem, se temos o acesso e temos a curiosidade - e achamos que temos a consciência do que estamos fazendo - porque não? E foi assim que tudo começou. Claro que não cheguei a tal ponto do nada, já tinha brincado por essas redondezas antes. Sempre gostei do perigoso  de me testar, de me provocar e ver até onde eu consigo chegar.

Long story short, comecei na brincadeira, porque era legal, porque tava na hora pra fazer aquilo, porque tava sozinho, porque já tinha tudo o que eu queria e eu queria mais. Mais emoção. Foi na tarde do sábado, na noite do domingo, na festinha de quarta-feira, no barzinho da sexta, e assim vai. Realmente, a coisa anda como todo mundo fala, e como você sempre leu. Quando eu vi, já não estava mais por brincadeira, já não era mais por diversão, por falta do que fazer ou coisa assim. Quando eu me dei por mim, eu já estava amando.